Furacão 2000 quer levar 100 mil

pessoas a Copacabana para domingo anti golpe

 

Da Rede Brasil Atual:

 

A Furacão 2000, tradicional organizadora de bailes funk carioca, pretende levar 100 mil pessoas das favelas do Rio de Janeiro para a orla da praia de Copacabana, durante a votação do pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, domingo (17), na Câmara dos Deputados, para se manifestar contra o “golpe” representado pela proposta. O fundador da Furacão 2000, Rômulo Costa, espera forte adesão dos moradores de comunidades da região, como Rocinha, Vidigal, Pavão Pavãozinho e Cantagalo.

Admirador do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Costa considerou absurdas as críticas a ele pelo que conquistou economicamente e afirmou que ele merecia mais. “Ele tinha que morar em um prédio de dez andares na (Avenida) Vieira Souto, por tudo o que já fez pelo país”, afirmou ao jornal carioca O Dia. A via é a mais nobre da cidade do Rio de Janeiro, com o metro quadrado habitacional mais caro da América Latina.

Evangélico e frequentador da Igreja Universal, Costa não poupou críticas ao presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), principal articulador do processo de impeachment, mas que é réu na Operação Lava Jato, suspeito de receber propina de US$ 5 milhões, mantidas em contas secretas na Suíça. “Temos um presidente ilegítimo para comandar o processo. O paraíso fiscal do Cunha, no Rio, é a Assembleia de Deus”, disse Costa.

O grupo pretende utilizar dois grandes caminhões de som para convocar a população e está negociando a participação de artistas no evento. “Teremos uma reunião amanhã (hoje) à noite para definir e liberar o nome deles”, afirmou. Ele ainda pretende solicitar a liberação, durante algumas horas, das catracas da Supervia e do Metrô Rio, concessionárias do transporte ferroviário carioca.

Fonte: http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/furacao-2000-quer-levar-100-mil-pessoas-a-copacabana-para-domingo-anti-golpe/

Anúncios