mulherestam

TAM e PF retêm mais de 80 mulheres na Bahia por vaiarem deputada golpista. Assista

 

Quando era contra petistas, podia. O contrário, oh, é perturbação da ordem.

Segundo o site Bahia Notícias, um grupo de mulheres que protestou contra a deputada Tia Eron (PRB-BA) em um voo partindo de Salvador para Brasília “foi conduzido para o posto da Polícia Federal no Aeroporto de Brasília” no início da tarde de hoje. As passageiras estavam no voo 3437 da TAM e integravam uma delegação que participará da 4ª Conferência Nacional de Política para Mulheres na capital federal.

As manifestantes gritaram palavras de ordem contra a parlamentar, em menção ao seu voto favorável ao impeachment – na ocasião, Tia Eron afirmou representar “a mulher negra e nordestina”. A resposta foi um “Ô Tia Eron, ninguém aguenta, não vá dizer que você me representa”, que gritava o grupo, antes da decolagem e no momento de embarque.

São, segundo o site, perto de 80 mulheres.

“De acordo com uma das delegadas, Cida Santos, 15 mulheres já foram liberadas, outras 10 aguardam do lado de fora da unidade e 60 ainda permaneciam na aeronave por volta das 14h40. “Só somos umas 10 aqui fora para 60 presas”

Quando pessoas de direita agrediam verbalmente pessoas como Guido Mantega, Alexandre Padilha e outros, em restaurantes e hospitais, nossa briosa polícia nunca chamou ninguém para identificar e colher depoimentos. Agora, mesmo sendo uma pena que tenhamos chegado a isso, não reclamem de ter de aturar.

Abaixo, a deputada Moema Gramacho, na companhia das mulheres que já foram liberadas, atribui a Tia Eron e ao deutpado Jutahy Jr. (PSDB) a queixa que resultou na detenção das mulheres.

*http://www.tijolaco.com.br/blog/quando-era-contra-petistas-podia-o-contr/

Anúncios