Gandhi Was a Racist Who Forced Young Girls to Sleep in Bed with Him

Gandhi era um racista E misógino que forçava jovens mulheres a dormir com ele.

Gandhi viveu na África do Sul mais de duas décadas, 1893-1914, trabalhando como advogado e lutando pelos direitos dos indianos, e só indianos pois para ele, como expressou muito claramente, negros sul-africanos eram sub-humanos. Sobre estes se referiu usando o insulto depreciativo kaffir, usado pelos brancos sul africanos em referencia aos negros. 

Em 1903 declarou que a “raça branca na África do Sul deve ser a raça predominante.” Depois de ser jogado na prisão em 1908, zombou do fato de que os indianos foram classificados como prisioneiros negros, não brancos. Gandhi lamentava que os indianos fossem considerados “pouco melhor, tanto, que os selvagens ou os nativos da África.” Alguns historiadores sul-Africanos tem resgatado partes do pensamento de Gandhi que permaneciam distantes convenientemente dos holofotes, assim um livro foi publicado em setembro passado por dois acadêmicos sul-africanos, buscando inserir a primeira rachadura visível na edulcorada imagem de pacifista radical do mito indiano.

Veja mais em: https://broadly.vice.com/en_us/article/gandhi-was-a-racist-who-forced-young-girls-to-sleep-in-bed-with-him?utm_source=vicefbus

Anúncios