Por Kenneth Rexroth

(1958)

O que é a poesia jazzística? Não é muito difícil de entender. É a declamação de poesia condizente com a música de uma jazz band, geralmente pequena e comparativamente discreta. Falando com mais clareza: não é recitativo com música de fundo. A voz se casa integralmente com a música e, embora não cante notas, é tratada como outro instrumento, com seus próprios solos e passagens harmoniosamente combinadas, e com trabalho solo e de conjunto executado apenas pela banda. Ela vem e vai, seguindo a lógica da apresentação, como se fosse um saxofone ou piano. Poesia que tem música de fundo está muito distante do jazz. Não é incomum e, na minha opinião, é geralmente medíocre. 

 Kenneth Rexroth em um evento de jazz e poesia em
São Francisco, 1957, em foto de Nat Farbman.

Em: A Poesia do Jazz, Kenneth Rexroth, publicado em The Nation, 29 de março de 1958. Extraído de O Perigo da Hora – O Século Vinte Nas Páginas do The Nation, Editora Scritta, 1994, Tradução de Daniel Piza, Página 95.

Para comprar: http://www.estantevirtual.com.br/livrobsebo

https://www.poets.org/poetsorg/text/brief-guide-jazz-poetry

A Foto que ilustra o texto é de C.R. Snyder.

http://www.foundsf.org/index.php?title=David_Meltzer_on_MUSIC_AND_POETRY