Public Memory of Slavery: Victims and Perpetrators in the South Atlantic

Memória Pública da Escravidão é um livro importante para coleções de estudos da escravidão, estudos da memória, estudos brasileiros e latino-americanos, estudos étnicos, antropologia cultural, estudos africanos e da diáspora Africana.

Aquarela de Jean Baptiste Debret

Este livro examina a memória pública do comércio atlântico de escravos e a escravidão abrangendo o Brasil  e a República do Benin – dois países conectados por mais de três séculos de tráfico de escravos no Atlântico. O Brasil importou mais de 5 milhões de escravos africanos (o maior número em todas as Américas) e foi o último a abolir a escravidão em 1888.

Leia mais em:

http://www.cambriapress.com/cambriapress.cfm?template=4&bid=403