Traíra quebra indústria nacional de sapatos

Na imagem superior vê-se a PRESIDENTA Dilma Rousseff Ladeada pelos presidentes das nações mais ricas e poderosas do planeta. Na imagem inferior está o usurpador, escanteado como se penetra em festa para a qual não fora convidado.  Com Dilma a imagem do Brasil era a de uma nação que ombreava-se com as maiores em poderio econômico e social, com o “Golpisto” -termo cunhado por José Simão-, voltamos à situação semelhante à da época do sempre vaidoso e igualmente sempre mau-caráter Fernando Henrique Cardoso, a de nação-pária, sempre à espera de migalhas. Talvez fosse esta a pretensão dos milhares de analfabetos políticos que tanto pediram a saída da PRESIDENTA e de seu partido, que ousaram pensar este país como nação realmente com destino manifesto, inserindo em sua economia e em seu sistema educacional todas as camadas de sua população, e por isto tornando-a a sexta maior economia do mundo.

Baltazar Ramos