Resultado de imagem para ivan sartori

Do Estadão:

O desembargador Ivan Sartori, relator do processo que anulou os cinco júris que condenaram 74 policiais militares acusados do massacre de 111 presos no Carandiru, mandou para a cadeia um homem acusado de furtar cinco salames de um supermercado em Poá, na Grande São Paulo. A decisão é de julho. No caso do massacre, Sartori foi mais longe que seus colegas: propôs também a absolvição dos PMs, mas foi voto vencido.

Na decisão sobre o acusado de furtar salames, Sartori também foi o relator da apelação do acusado, Edson Castanhal Affonso. O réu havia sido condenado em primeira instância a 6 meses de reclusão pelo furto dos salames, em 2013. Segundo a denúncia do Ministério Público, o homem escondeu os salames debaixo da blusa, na altura da cintura. Um segurança do mercado percebeu e o deteve na rua. Levado à delegacia, ele confessou o crime e disse “que estava desempregado e, como estava com muita fome, acabou furtando a mercadoria”.

A Defensoria Pública pediu a absolvição do acusado, considerando o bem furtado, os motivos que levaram o rapaz a praticar o crime e também o fato de ele ter confessado o delito. Em seu voto, Sartori negou os argumentos da defesa e disse que o acusado, que tem passagens anteriores pelo mesmo crime, é “um infrator contumaz, que faz do crime meio de vida”. Afirmou também que “reconhecer sua incidência em larga escala seria o mesmo que incentivar a prática de pequenos furtos, com o escudo do Judiciário, o que não pode ser tolerado”.

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/desembargador-que-anulou-carandiru-mandou-prender-ladrao-de-salame/

Resultado de imagem para historia fascismo em são paulo

Comentario Vinte:

Atentos para o sobrenome do desembargador, nos perguntamos se não será este senhor descendente da leva de fascistas italianos desembarcados em São Paulo a partir da década de 30 do século passado, mas sobretudo entre 1942 e 1045, com a missão de doutrinar e arregimentar quadros para as hostes fascistas que atuavam na Europa e na América Latina, assim como fincar raízes no estado economicamente mais relevante do Brasil.

Sobre o tema: 

http://www.bv.fapesp.br/pt/bolsas/74940/tutto-per-il-fascismo-os-italianos-fascistas-em-sao-paulo-1942-1945/

http://www.revistadehistoria.com.br/secao/capa/fascismo-a-brasileira